Cursos de línguas em SÃO PETERSBURGO

 
Denominada por Veneza do Norte, pelos seus canais enfileirados com palácios suntuosos e monumentos arquitetónicos do estalinismo, a cidade preserva quase intacta a esplêndida herança do tempo dos czares. São Petersburgo é um esplêndido exemplo de elegância geométrica. No entanto, essa es   read more

ESCOLAS DE LÍNGUAS

 

Mapa das escolas

 

Porquê SÃO PETERSBURGO

 

Semelhante a um palco teatral, onde mil cenas são divididas entre os mil canais do Neva, a Veneza do Norte, carinhosamente chamada de Piter pelos seus habitantes, é uma cidade característica, cheia de particularidades e história, com mais de três milhões de obras de arte preservadas nos museus.

A antiga capital dos czares é, provavelmente, a cidade mais europeia da Rússia. Tem grandes avenidas e belos edifícios, construídos entre os séculos XVIII e XIX por arquitetos europeus de grande prestígio. O resultado é absolutamente encantador. O Rio Neva e os muitos canais organizam a cidade em setores e proporcionam uma atmosfera única. Cada estação é marcada por numerosas festividades: o Festival de Inverno russo, entre dezembro e meados de janeiro, os vários festivais de música clássica ou jazz e um grande número de espetáculos, como o festival de dança em junho. 

Aconselhamos uma visita à Catedral do Salvador do Sangue Derramado, construída no final do século XIV com ouro e pedras preciosas, é hoje o local mais fotografado da cidade porque remete para um verdadeiro conto de fadas. E, logo atrás, tem uma feira de artesanato, interessantíssima, que vale mesmo a pena conhecer. Mas há muito mais: O Museu Hermitage (imperdível), os canais do Rio Neva (parece Veneza), Nevsky Prospect (a rua principal do comércio).

Grandeza, história e arquitetura são os ingredientes desta receita perfeita durante o seu curso de russo em São Petersburgo.

 

 

Atrações

 

Com uma população superior a um milhão, São Petersburgo é famosa pelas suas ruas e atrações incríveis. Estas são alguns dos locais a visitar durante a sua estadia na cidade para aprender russo:

 

MUSEU HERMITAGE

Considerado um dos mais antigos e maiores do mundo, o Museu Hermitage acolhe mais de três milhões de objetos arqueológicos, pinturas e esculturas: uma coleção tão grande que apenas pode ser exibida uma pequena parte de cada vez. Obras de Michelangelo, Leonardo da Vinci, Canaletto, Rafael, Van Dyck, Rembrandt, Greco, Van Gogh, Gauguin, Degas, Matisse, Picasso e muitos outros, fazem parte da coleção do museu. A coleção também inclui mosaicos, peças de joalharia, uma incrível variedade de artefactos gregos, romanos, egípcios e persas, bem como antiguidades do Médio Oriente. O museu ocupa vários edifícios, que por sua vez podem ser considerados verdadeiras obras de arte, incluindo o Palácio de Inverno, a antiga residência imperial dos czares, o Pequeno, o Grande e o Novo Hermitage, o Teatro Hermitage e o Palácio do Estado Maior.

 

IGREJA DO SALVADOR DO SANGUE DERRAMADO

De beleza impressionante, por fora e por dentro, a Igreja do Salvador do Sangue Derramado é um dos locais que mais simbolizam a cidade de Pedro, o Grande. O templo ortodoxo com cúpulas multicoloridas, como as da Catedral de São Basílio em Moscovo, foi construído entre 1883 e 1907. O local celebra a morte do czar Alexandre II, que faleceu em consequência de um ataque terrorista, sendo o real motivo para o curioso nome. Local da cidade preferido pelos fotógrafos, no interior da igreja podemos conhecer a maior coleção de mosaicos da Rússia e uma das maiores da Europa. Na verdade, a igreja é recheada de detalhes incríveis, com destaque para o local exato que demarca onde Alexandre II foi assassinado e as placas de granito que ficam no exterior.

 

FORTALEZA DE PEDRO E PAULO

Nas margens do Rio Neva encontramos as muralhas altíssimas de uma das atrações que é obrigatório visitar se está em São Petersburgo. Muito bem conservada, a fortaleza começou a ser erguida em 1703, contra uma provável invasão dos suecos. No seu interior tem a Catedral de São Pedro e São Paulo, vários museus, galerias de arte e uma prisão. Entre as principais atrações, não perca o Museu na Casa do Comandante, que conta a história da cidade, e o menor e mais moderno museu que ilustra a história da fortaleza. A Casa dos Engenheiros e o Museu de Exploração Espacial são incomuns, especiais e divertidos, enquanto que o Museu Mint expõe coleções de moedas e o Laboratório de Impressão inclui exemplos de gravuras e cerâmicas. Vá até a Porta Sulla Neva para admirar uma vista fantástica e dar um mergulho nas águas revigorantes... a seu próprio risco!

 

PUŠKIN E O JARDIM DE VERÃO DE PEDRO, O GRANDE

Governar o maior país do mundo não era fácil. Para fugir aos deveres impostos pelo cargo, os imperadores russos precisavam de um local aprazível para passar os meses de Verão. Catarina e Alexandre escolheram Puškin, 25 quilómetros a sudeste de São Petersburgo, como o local para os seus palácios de Verão e onde ainda permanece uma obra prima espetacular.

O Palácio de Catarina contém a esplêndida Câmara de Âmbar, uma sala decorada com painéis cobertos de âmbar, muitas vezes considerada "a oitava maravilha do mundo” e protagonista de um dos maiores mistérios do século XX. A Câmara de Âmbar foi invadida por tropas nazis durante a Segunda Guerra Mundial e transportada para a Alemanha, para nunca mais ser encontrada. Foi reconstruída em 2003 e agora está aberta ao público.

O Palácio de Alexandre, construído entre 1792 e 1796 por Giacomo Quarenghi para Alexandre I, é um grande edifício de dois andares com um grande parque de 120 hectares, decorado com lagoas, monumentos e pavilhões. É um local encantador para passar um bom dia de Verão.

Construído em 1704, o Jardim de Verão de Pedro, o Grande, importou a maioria das árvores e todas as 250 estátuas que o decoram diretamente de Itália. Depois de um século em benefício exclusivo das classes altas, o czar Nicolau I abriu as suas portas às pessoas "bem vestidas". Atualmente, para visitar o jardim pode vestir-se como quiser.

 

MUSEU DA VODCA

Dos agricultores do século XII aos presidentes do século XX, a vodca sempre foi a bebida favorita dos russos. No museu encontra garrafas de vodka nas formas mais incomuns, campanhas de publicidade vintage e divertidos objetos que ilustram a história do alcoólico. Na sala de degustação pode provar três tipos diferentes de vodka e alguns tradicionais petiscos russos. O Museu da Vodca faz parte do Bairro dos Museus de São Petersburgo, que também inclui o Museu Nabokov, o Museu da Comunicação e, incrivelmente, o Museu dos Gatos.

 

 

Eventos 2020

 

Conteúdo a disponibilizar brevemente.