Cursos de línguas em MOSCOVO

 
Moscovo é a capital e a cidade mais populosa da Rússia. Situada nas margens do rio Moscou, ocupa uma área de 2 561,50 quilómetros quadrados, com mais de 13.2 milhões de habitantes, sendo a residência de cerca de um décimo dos cidadãos russos. É um importante centro político, económico,   read more

ESCOLAS DE LÍNGUAS

 

Mapa das escolas

 

Porquê MOSCOVO

 

Moscovo é a maior área metropolitana da Europa e centro político, económico, cultural, religioso, financeiro e educacional da Rússia. Uma das capitais europeias mais visitadas do mundo, diz-se que Moscovo passou da capital mundial do comunismo para o recreio dos nouveau riche. O certo é que essa mudança trouxe consigo muitas atrações referenciadas em revistas como a Wallpaper e a Timeout: 5.500 restaurantes, 600 museus, 100 jardins, centenas de lojas disruptivas.

A antiga capital da União Soviética é conhecida pela sua arquitetura intrincada na Praça Vermelha, o majestoso Kremlim e obras como o clássico de Romanov, Lev Tolstoj, o diretor de palco Sergej Diaghilev e o violoncelista Mstislav Rostropovich. Ainda o Ballet Bolshoi, a Galeria Tretyakov, o Museu do Estado de Pushkin e o Conservatório Superior que fazem desta cidade uma metrópole alternadamente ostensiva, bonita, elegante, luxuosa e charmosa.

Aprender russo em Moscovo vai ser especial. O facto de ter russo no CV é decisivo na apreciação do percurso académico e profissional. Viaje para Moscovo e desfrute de uma das cidades mais cool do momento.

 

 

Atrações

 

Estas são algumas das atrações que pode visitar durante o seu curso de russo em Moscovo:

 

PRAÇA VERMELHA

Com paragem obrigatória em Moscovo, a Praça Vermelha é um dos pontos turísticos mais conhecidos no mundo. Ao longo dos anos foi palco de acontecimentos importantes da história e sofreu algumas transformações. Por exemplo, o atual Portão da Ressurreição é uma réplica do original, datado do século XVII, derrubado por ordem de Estaline para facilitar o acesso das tropas. São muitos os monumentos importantes sediados na praça, considerada o coração e a alma da capital: a famosa Catedral de São Basílio com as suas cúpulas multicoloridas, um dos símbolos de Moscovo, o Museu de História, a catedral Kazan, o sepulcro de Lenine, os túmulos de heróis soviéticos nos muros do Kremlin e o centro comercial GUM.

 

KREMLIN

No centro de Moscovo, o complexo do Kremlin, cercado por muralhas altíssimas, é a sede do governo e, desde 1991, também a residência oficial dos chefes de Estado da Rússia. No passado, o Kremlin foi a residência de muitos czares russos. A primeira versão foi erguida em 1156, mas os luxuosos edifícios do seu interior, como palácios e catedrais, só foram construídos mais tarde. Séculos e séculos de história e tesouros de valor inestimável estão guardados no interior destas muralhas, com mais de 2km de comprimento. No Kremlin pode conhecer o Palácio do Arsenal, as catedrais da Assunção, do Arcanjo Miguel e da Anunciação, a igreja da Deposição das Vestes, o Palácio do Patriarca, o Campanário de Ivan, o Grande, com mais de 80 metros de altura e cuja construção levou mais de 300 anos, para além de objetos como armas, sinos e canhões.

 

CATEDRAL DE SÃO BASÍLIO

As oito cúpulas multicoloridas e as torres de tijolos vermelhos chamam logo atenção na Praça Vermelha. A Catedral de São Basílio é um dos monumentos mais conhecidos e simbólicos da capital russa. Construída por ordem de Ivan, o Terrível, em comemoração à vitória na batalha Kazan, em 1552, tem no total nove capelas, sendo oito referentes ao projeto original. Se o exterior é surpreendente, o interior da catedral é igualmente rico e cheio de detalhes. A arte está em os lados: pinturas a óleo do século XIX, frescos restaurados e valiosos, uma escada de madeira que ficou escondida durante anos e descoberta nos anos 70, são apenas alguns dos tesouros existentes.

 

CATEDRAL DE CRISTO SALVADOR

São muitas e bonitas as igrejas ortodoxas espalhadas pela capital, mas uma delas é simplesmente imperdível: a Catedral de Cristo Salvador. Um imponente templo, com cúpulas douradas que se vêm de vários pontos da cidade, erguido por ordem do czar Alexandre I, para celebrar a derrota de Napoleão e a vitória do exército Russo, em 1812. Embora tenha tido um início glorioso, os anos que se seguiram não foram bons para a igreja, que foi demolida para dar lugar a um palácio, centro do poder soviético, em 1931. Uma enorme piscina, a maior do mundo naquela época, também foi construída no terreno. Com a queda do regime comunista, teve início uma campanha para a reconstrução da atual versão, acabada em 2000. Além do interior rico em detalhes, a área externa da catedral é excelente para ser explorada, com destaque para a Ponte Patriarshy, que dá acesso direto à catedral. A entrada é gratuita.

 

CATEDRAL DA ASSUNÇÃO/KREMLIN

Esta imponente catedral ortodoxa, situada dentro do Kremlin, foi palco de vários acontecimentos importantes aos longo do anos. Por exemplo a coroação de Ivan, o Terrível, conhecido como o maior tirano da história do país. Originalmente erguida em 1326, a catedral foi remodelada em 1470 e tornou-se igreja em 1918, sob a autoridade comunista. Com um exterior lindíssimo devido às cúpulas douradas, o interior da Catedral da Assunção também é impressionante, com destaque para a iconóstase, uma parede de ícones emoldurados de 1813 (a original, de 1652, foi destruída pelas tropas de Napoleão), os frescos de 1511 espalhados pela igreja e os pilares centrais, que apresentam retratos de mártires. No interior da catedral ainda estão o trono que Ivan, o Terrível, utilizava para rezar, um candelabro de ouro, entre muitos outros tesouros. Além da Catedral da Assunção visite a praça das catedrais, com outras igrejas lindíssimas, como a Catedral da Anunciação, a Catedral do Arcanjo, e o Palácio do Patriarca, entre outras.

 

AS SETE IRMÃS DE ESTALINE

Ao passear por Moscovo vai encontrar, ou ver ao longe, os sete famosos arranha céus conhecidos como The Seven Sisters the Stalin. Os imponentes prédios foram construídos por ordem líder russo para celebrar a vitória da União Soviética na Segunda Guerra Mundial. O edifício maior está no Campus da MGU, a maior universidade da Rússia. Os números são impressionantes: mais de 400 arquitetos trabalharam no projeto do prédio, que tem 235 metros de altura, é perfeitamente simétrico e no topo tem uma estrela de mais de 10 toneladas. Para além deste, existem mais seis edifícios estalinistas espalhados pela cidade, entre eles os hotéis Leningradskaya e Ukraina.

 

 

Eventos 2020

 

Conteúdos a disponibilizar brevemente.